Yellowcard agita público adolescente em setlist arrebatador

Por: Gustavo Franchini

Fotos: Lays Gomes
Fotos: Lays Gomes

Considerada uma das maiores bandas de hardcore melódico (ou pop punk; não existe um rótulo definitivo), o Yellowcard brinda os fãs cariocas com uma passagem por terras brasileiras, no ano de lançamento de seu novo álbum, When You´re Through Thinking, Say Yes (2011). E parece que os cinco longos anos de espera pelo retorno da banda em nosso país foram recompensados!

O lugar escolhido para esta celebração foi a famosa casa de shows Fundição Progresso, que já abrigou inúmeras outras bandas de rock alternativo em seus palcos. Aliás, isso me remete ao fato de que o show do Yellowcard teve nada mais, nada menos, do que 10 bandas (!!!) de abertura, um verdadeiro festival de bandas do Rio de Janeiro e São Paulo, o que torna o momento ainda mais especial!

No exato horário de sua apresentação, os membros do Yellowcard sobem ao palco e já mandam de cara a “For You, And Your Denial” do álbum mais recente, When You´re Through Thinking, Say Yes (2011), seguida das excelentes “Way Away” e “Breathing”, clássicos da banda, que deixaram o público enlouquecido, pulando e abrindo rodinhas por todos os lados! O carismático vocalista e guitarrista Ryan Key interage com o público, conversa sobre a passagem dele pelo país e o desejo que tinham de retornar, após tantos anos. A banda passeia por toda a sua carreira, esbanjando empolgação, com “Fighting”, “Rough Landing, Holly”, “Down On My Head”, “Five Becomes Four”, “With You Around” e “Life Of Leaving Home”, antes de Ryan pegar o violão e se impressionar pelo fato da balada “Empty Apartment” ser cantada em uníssono por todos. Pra fechar a primeira parte do setlist, a sequência “Sing for Me”, “Light Up The Sky”, a maravilhosa “Only One” e o hit absoluto “Ocean Avenue”.

Neste momento, o versátil baterista Longineu Parsons III fica sozinho no palco e detona nas baquetas, em um solo muito aplaudido pelos presentes no local. O destaque, contudo, vai para o violinista Sean Mackin, que não parava quieto por um segundo sequer, animando o público a todo momento, com um sorriso estampado no rosto, correndo de um lado para o outro e, inclusive, fazendo saltos mortais; é a simpatia em pessoa! Ryan Mendez, na banda desde 2005, demonstrou segurança nas guitarras, e o novo membro, o baixista Sean O´Donnell, cumpriu bem o seu papel, apesar de ainda estar tímido no palco.

A banda retorna para o bis com “Hang You Up”, “Believe” e “Lights And Sounds”, deixando o público satisfeito e feliz com o show, apesar da curta duração, mas com a sensação de que a banda vai voltar em breve, pois a casa estava lotada e todos agitavam sem parar durante as músicas. Uma bela apresentação, já esperada pelo nível da banda. Agora é só aguardar o anúncio de uma nova data, e que não demore mais cinco anos, conforme prometido pelo próprio vocalista!

O cenário underground tenta conquistar seu espaço na mídia.

Para a abertura do show do Yellowcard, diversas bandas dividiram o palco principal e o palco alternativo da Fundição Progresso, e o destaque vai para as bandas Hardneja Sertacore e R. Sigma. A casa ainda estava com um público pequeno durante as primeiras apresentações, mas eu conferi a maioria delas e notei o esforço que as bandas fizeram para dar o melhor de si, já que não é todo dia que podem compartilhar a noite com uma banda do calibre do Yellowcard.

Além das bandas já citadas, também rolaram shows das bandas Carox, Madame Machado, Let´s Go, Vowe, Replace, Skore, Love Movie e Rancore. Todas fizeram uma apresentação boa, com composições próprias, e interagiam com o público de forma intensa. É bastante aprazível ver a vontade de todas as bandas de crescer e ampliar os horizontes, com profissionalismo e dedicação!

Setlist:
1 – For You, And Your Denial
2 – Way Away
3 – Breathing
4 – Fighting
5 – Rough Landing, Holly
6 – Down On My Head
7 – Five Becomes Four
8 – With You Around
9 – Life Of Leaving Home
10 – Empty Apartment
11 – Sing For Me
12 – Light Up The Sky
13 – Only One
14 – Ocean Avenue

Bis:
15 – Hang You Up
16 – Believe
17 – Lights And Sounds

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário