Thirty Seconds To Mars faz show alto em clima de festa em São Paulo

Por Flávia Carvalho
Foto: Marcelo Brammer

Certamente você já ouviu falar que um show bom de verdade é aquele em que a música é alta e a voz do público também, né?  E se você concorda com isso, saiba que o show do Thirty Seconds to Mars é para você!

Praticamente um ano depois de sua última passagem pelo Brasil, a banda – que agora é uma dupla, depois da saída do guitarrista Tom Miličević, em Abril desse ano – Thirthy Seconds to Mars voltou a se apresentar em terras tupiniquins, dessa vez com a Monolith tour que mistura músicas do álbum mais recente, America, que além de uma sonoridade mais pop, é recheado de letras políticas, com as de outros álbuns já consagrados da banda.

O show aconteceu dia 27 de setembro, em São Paulo, no Espaço das Américas, que lotou. Pouco antes dos portões abrirem, corinhos de fãs que estavam na fila, cantando as músicas da banda, intercalando com “abre, abre, abre” era o que mais se ouvia em frente à casa de shows. Assim que os portões se abriram, por volta das 19h40, a já conhecida correria para conseguir um espacinho perto do palco começou. Era fãs correndo com bandeiras, bandanas, camisetas, cartazes e até alguns fazendo cosplay, todos muito ansiosos para ver de perto a banda do coração. Não dá para negar que o Thirty Seconds to Mars é uma banda que está sempre se renovando, mas não perde o público, que permanece fiel.

Foto: Marcelo Brammer

Pouco depois das 21h30, as luzes se apagaram e a já conhecida abertura da atual turnê começou a tocar, os acordes de Monolith, juntamente com os gritos ensandecidos dos fãs ao ver o baterista – e irmão do vocalista, Shannon Leto subir ao palco e começar a tocar sua bateria. Os gritos se tornaram ainda mais altos quando o frontman Jared Leto apareceu, com seus cabelos longos, vestindo um quimono azul, com óculos escuros, completando seu look excêntrico. Veio, então, Up in the Air, do álbum Love, Lust, Faith and Dreams, de 2013. Ali, já foi possível perceber qual seria o clima do restante do show: músicas altas + corinhos dos fãs.

Em seguida, foi vez do adorado This is War, de 2009, marcar presença com Kings and Queens e a homônima This is War, que rendeu um dos momentos mais altos do show, além de ter bolas enormes e coloridas que foram lançadas ao público, criando um cenário que mais parecia um clipe da banda. Em From Yesterday, do considerado por muitos como o melhor álbum, A beautiful Lie, os fãs mais antigos da banda puderam soltar a voz, quase como um desabafo.

Foto: Marcelo Brammer

É até difícil escolher apenas alguns momentos marcantes, pois o show foi repleto deles, desde declarações do vocalista dizendo que gostaria de morar em São Paulo, ou chamando fãs ao palco para ajudar a brincar com o público para ver qual lado gritava mais alto, até a participação do cantor brasileiro Projota (que o próprio Jared Leto já havia dado dicas antes de a tour começar pelo Brasil), na música Rescue Me, do álbum America. Outro momento legal foi quando o vocalista saiu de cena e seu irmão Shannon Leto foi para a frente do palco soltar a voz em Remedy – e que voz -, com muito carisma e em meio a muitos gritinhos, o baterista agradeceu ao público e voltou à sua posição inicial. Logo em seguida, Jared Leto voltou ao palco, já com outra roupa, dessa vez com uma regata branca compondo o look mais “normal”.

Foi, então, a vez de mais uma do America, Live like a Dream, que serviu como esquenta para a sequência que viria em seguida: The kill, que é considerado o hino da banda, até quem não é fã sabe cantar, convenhamos; depois, a música do momento, Walk on Water, que mostrou o melhor da banda atualmente; e, para fechar a noite, a clássica Closer to The Edge, na qual o vocalista chamou inúmeros fãs (como de praxe) para subir ao palco.

E assim terminou mais um show do Thirty Seconds to Mars, em clima de festa, daquelas em que tudo bem ter músicas novas misturadas com as mais nostálgicas, porque o que os fãs querem mesmo é qualidade, e isso a banda tem de sobra.

Veja a setlist do Thirty Seconds to Mars em São Paulo

  1. Monolith
  2. Up in the Air
  3. Kings and Queens
  4. This is War
  5. Dangerous Night
  6. From Yesterday
  7. Do or Die
  8. Love is Madness
  9. Hail to the Victor
  10. City of Angels
  11. Rescue Me (com participação do Projota)
  12. Hurricane
  13. Remedy (Shannon Leto nos vocais)
  14. Live Like a Dream
  15. The Kill (Bury Me)
  16. Walk on Water
  17. Closer to the Edge

VEJA GALERIA DE FOTOS DO SHOW:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.