System of a Down e Guns N´ Roses encerram o festival com belo espetáculo

Por: Gustavo Franchini

dia02

O último dia (02) da edição 2011 do Rock In Rio prometia uma festa pra lá de ousada. Bandas com estilos diferentes estavam dividindo o mesmo palco, como era o caso do Evanescence, System of a Down e Guns N´ Roses, cada um com o seu público e seu papel na história do Rock.

Com o atraso na apresentação de todas as bandas (o Titãs, por exemplo, tocou apenas às 21hs no Palco Sunset), era possível observar que as pessoas se espalhavam por toda a Cidade do Rock, sem se concentrar apenas nos palcos dos shows, como ocorreu nos outros dias de festival. O céu nublado e a temperatura amena proporcionaram um ambiente agradável para o encontro entre amigos e logo os primeiros acordes no Palco Mundo anunciavam a primeira atração da noite.

O Detonautas abriu o palco principal com um show animado, músicas cantadas por grande parte do público próximo à grade e um teor político nos intervalos de algumas canções. O vocalista Tico Santa Cruz vestia a máscara do filme “V de Vingança” em determinado momento e foi bastante aplaudido pelas palavras proferidas contra à corrupção. O ponto forte do show foi durante a execução do cover da música“Metamorfose Ambulante” de Raul Seixas e “Smells Like Teen Spirit” do Nirvana. Já a vocalista Pitty fez um show com hits e até com cover de Roberto Carlos (“Se Você Pensa”), e surpreendeu ao levantar o ânimo dos presentes. Era incrível ver o público cantando as músicas com tamanha empolgação, como foi com o sucesso “Máscara”.

Logo em seguida, os americanos do Evanescence subiram ao palco para um show focado em músicas novas, do álbum Evanescence (2011), que ainda não foi lançado, mas muitos fãs já conheciam grande parte das canções, como a “What You Want”, que abriu a apresentação. A vocalista Amy Lee esbanjou simpatia e carisma, além de uma beleza única em seu vocal, que estava bastante afiado, não decepcionando o público, além de sua performance no piano. Alternando entre músicas recentes e clássicos, a banda cativou a todos, mesmo com os problemas técnicos (o som simplesmente parou de funcionar por alguns segundos, no meio de uma das músicas) e a ansiedade pelos próximos shows.

O System of a Down era o próximo a pisar no palco principal e a horda de fãs que os aguardava há anos não se decepcionou. Com um setlist enorme, abrangendo todos os sucessos da carreira, os armenos detonaram com um espetáculo de tirar o fôlego! A banda também enfrentou problemas técnicos, principalmente nas guitarras (muito baixas), o que diminuiu o peso das canções, porém o brilho de sua apresentação não foi apagado. Hits como “Toxicity”, “Lonely Day”, “Chop Suey”, “B.Y.O.B.”, “Question!” e muitos outros foram cantados a plenos pulmões pelos presentes. O vocalista Serj Tankian agradeceu aos fãs brasileiros pelo carinho e demonstrou apreciação pela visita ao país.

Para encerrar a noite e o festival, uma das maiores bandas de hard rock da história, o Guns N´ Roses. Em meio à uma chuva torrencial, que espantou muitas pessoas (metade do público foi embora), Axl Rose, Dizzy Reed e Cia. fizeram um espetáculo impressionante, diante das adversidades presentes. O vocalista e líder da banda apostou nos clássicos e tocou poucas do recente Chinese Democracy (2008), o que conseguiu fazer o público agitar, mesmo com com as poças d´água espalhadas pela Cidade do Rock e, inclusive, em cima do palco! Axl não estava se movimentando tanto quanto de costume, já que a chuva atrapalhou bastante, pois qualquer movimento mais brusco no palco poderia causar um acidente. Contudo, a produção de palco era interessante, os integrantes se movimentavam dentro do possível (e com bastante empolgação, principalmente por parte dos guitarristas) e teve até Gibson Les Paul sendo quebrada, ou seja, pra fã nenhum de rock botar defeito!

Apesar da voz de Axl não estar tão boa quanto a última apresentação do mesmo no Brasil, o co-fundador do Guns N´ Roses se esforçou para cantar as músicas em seu tom original, e foi aplaudido pelos presentes. Não faltaram clássicos da carreira da banda, como “Nightrain”, “Patience”, “November Rain”, “It´s So Easy”,“Mr. Brownstone”, “You Could Be Mine”, o cover de “Live and Let Die” de Paul Mccartney e “Knockin´ on Heaven´s Door” de Bob Dylan, além do hit absoluto “Sweet Child o´ Mine”, entre outros. Todavia, a grande surpresa da noite viria com a maravilhosa “Estranged”, que segundo Axl Rose, não era tocada há 18 anos, o que foi considerado o grande momento da noite. O verdadeiro e puro espírito do rock; vida longa ao Guns N´ Roses!

No Palco Sunset, o destaque vai para o belo show de Os Mutantes + Tom Zé, que lotou o espaço, além deTitãs + Xutos & Pontapés, agitando o público do início ao fim. As outras atrações foram The Monomes + David Fonseca, Marcelo Camelo + The Growlers e Banda Faluja.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário