Steve Hogarth emociona fãs com performance sensacional no Rio

Por Gustavo Franchini

Vocalista do Marillion dá aula de interpretação em show intimista e memorável

Foto: Gustavo Maiato

Trazendo a sua famosa turnê H Natural, que já passou por diversos países ao redor do mundo com sucesso incontestável, tanto de público quanto da crítica especializada, mais uma vez Steve Hogarth, vocalista da lendária banda Marillion, pisa em palcos brasileiros para uma apresentação única, cheia de surpresas e que desperta emoções diversas em todos os presentes.

Na segunda-feira (1), os paulistas tiveram a oportunidade de brindar tal momento incrível e, logo no dia seguinte (2), era a vez dos cariocas adentrarem o universo intimista, introspectivo e inigualável de um artista que já deixou claro a sua missão como músico: despertar sentimentos profundos na plateia. Com apenas um teclado sintetizador, um MacBook e luzes ambientes, Steve foi capaz de cativar o ouvinte com sua interpretação bastante melancólica e sincera de músicas que percorrem toda a sua carreira, além de outras bandas/artistas que o influenciaram ao longo dos anos.

O interessante é que esse setlist foi específico para o show no Rio, enquanto outros países receberam canções bem diferentes, ou seja, a ideia da turnê é diversificar cada uma das apresentações, o que só demonstra a versatilidade do vocalista. Algumas músicas foram sugestões dos fãs durante o show, e Steve simplesmente tirou da cartola um improviso (com maestria), como foi o caso da “Maybe I’m Amazed” (cover de Paul McCartney), que ficou espetacular, diga-se de passagem.

Foto: Gustavo Maiato

Em determinado momento, ele abre a oportunidade de perguntas por parte do público, que de imediato o questiona sobre suas influências; Steve menciona bandas como Rolling Stones, The Beatles, Yes e vozes consagradas nos nomes de Peter Gabriel, Jeff Buckley, Darryl Hall e Sting, dentre outras. O vocalista brinca dizendo que “se fosse para definir o som do Marillion, eu diria que seria o filho do Pink Floyd com o Radiohead“. Sua simpatia e relativo traço de timidez arrancou sorrisos de todos, boquiabertos com tamanha qualidade nos vocais de um músico que no mês de maio completou 60 anos de idade.

Agora nos resta aguardar pela sua volta em solos brasileiros, seja na carreira solo ou com o Marillion. Será (novamente) muito bem-vindo, Steve!

SETLIST STEVE HOGARTH

1 – Easter
2 – Hollow Man
3 – Instant Karma!
4 – You’re Gone
5 – A confirmar (*)
6 – Seasons End
7 – The Great Escape
8 – Runaway
9 – The Model
10 – No One Can
11 – Maybe I’m Amazed
12 – Hard As Love
13 – Beyond You
14 – Cage
15 – A confirmar (*)
16 – The Sky Above the Rain
17 – 80 Days
18 – A confirmar (*)
BIS
19 – Beautiful
20 – Fantastic Place
21 – Afraid of Sunlight
22 – A confirmar (*)
23 – Neverland

(*) – Devido a natureza do evento, que engloba canções diversas tanto da carreira do artista quanto covers de outras bandas, além de versões com interpretações únicas, pessoais, algumas músicas executadas carecem de confirmação aprofundada para completar a lista.

Confira a galeria de fotos do show:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.