Show épico do Black Sabbath com Megadeth no Campo de Marte em São Paulo reúne cerca de 70 mil pessoas

Por: Adriana Camargo

MRossi / T4F
MRossi / T4F

O dia 11 de outubro de 2013 ficará marcado para muitos fãs de metal aqui de São Paulo, pois foi nessa data que aconteceu o primeiro show do Black Sabbath com a formação original – Ozzy Osbourne (vocal), Tony Iommi (guitarra) e Geezer Butler (baixo), acompanhados por Tommy Clufetos (bateria), no Campo de Marte na zona Norte da capital paulista. Esse show faz parte da turnê do álbum “13”, que é o primeiro disco da banda com Ozzy Osbourne após 35 anos. O show reuniu cerca de 70 mil pessoas, segundo a T4F, no Campo de Marte e o Megadeth teve a honra de abrir a noite da lenda do rock.

VEJA A GALERIADE FOTOS DO SHOW

O público estava empolgado para receber os norte-americanos do Megadeth, que começou o show pontualmente às 19h40. Infelizmente, pelo horário muita gente ainda estava chegando ao local, ou estavam nas filas imensas que se formaram do lado de fora do Campo de Marte. Eles começaram o show com “Prince of Darkeness”, seguida pelas clássicas “Hangar 18”, “Wake Up Dead” e “In My Darkest Hour”. Ainda no repertório constaram as pesadas e rápidas “Tornado of Souls”, “Symphony of Destruction”, “Peace Sells” e para encerrar “Holy Wars… The Punishment Due”.

Dave Mustaine & Cia interagiram com a plateia o tempo todo, com direito até a fala do frontman no final do show “Espero que vocês tenham se divertido esta noite, porque nós com certeza nos divertimos”, disse Mustaine, antes de dar um conselho final: “Dirijam com cuidado na volta para casa, porque queremos ver vocês todos de novo”. O show deles teve só uma hora de duração, ficou um gostinho de quero mais!

Finalmente a espera das 70 mil pessoas que estavam no local tinha terminado! O Black Sabbath, ‘a banda que criou o heavy metal’, subiu ao palco às 21h05 ao som da clássica “War Pigs”. Parecia um sonho para os fãs verem Tony Iommi (65), Geezer Butler (64) e Ozzy Osbourne (64) juntos novamente, com o grande baterista Tommy Clufetos tocando com eles no lugar de Bill Ward.

Vale lembrar que o Black Sabbath já havia tocado no Brasil três vezes. Na primeira com Ronnie James Dio nos vocais, em 1992, durante a tour do álbum “Dehumanizer”, no primeiro festival Philips Monsters of Rock (1994) com o vocalista Tony Martin e em 2009 novamente com Dio, no Credicard Hall, mas com a banda sendo chamada de Heaven and Hell.

Ozzy levou bem o vocal durante todo o show, dentro das suas limitações, é claro. Além de exibir a sua simpatia inerte com os fãs e regê-los como um maestro para cantar com ele. Já Geezer Butler tira um som absurdo do baixo (que só tem 4 cordas!), e fez o solo de introdução de N.I.B perfeito. Agora Tony Iommi é o mestre das seis cordas! O som da guitarra dele chega arrepiar! Seus riffs e solos são pesados e magníficos. Ele é a prova que para tocar heavy metal não precisa de tanta rapidez e sim de feeling e muito peso, é claro!

Voltando ao show, o repertório foi o mesmo que o grupo vem apresentando em toda a turnê, mesclando as clássicas com músicas do recente álbum deles “13”. Eles seguiram com “Into the Void”, “Under the Sun” e outra clássica “Snowblind”, causando euforia geral nessa hora, e “Age of Reason” do álbum “13”.

O show se inflamou muito quando o Sabbath tocou a sua “faixa título” a pesada e obscura “Black Sabbath”, com o fantástico som de guitarra de Tony Iommi, seguida por “Behind the Wall of Sleep” e pela clássica “N.I.B” do primeiro álbum da banda, que os fãs cantaram junto com Ozzy, que interagia o tempo todo com eles. Depois eles tocaram um dos hits do recente álbum “13”, “End of the Beginning”, “Fairies Wear Boots”, “Rat Salad” antes do virtuoso solo de bateria de Tommy Clufetos que arrancou suspiros dos presentes. No final do solo ele começou a tocar a introdução de “Iron Man” e a gritaria foi geral. Os outros músicos voltaram ao palco e a galera cantou com Ozzy & cia mais esse hit do Black Sabbath, fazendo até os “ôÔôÔs” da música!

Para não deixar o ritmo cair, na sequência foi a vez de uma “nova clássica” “God is Dead” do álbum “13” que o público já conhece e cantou junto também. Para encerrar esse fabuloso show, de duas horas de duração, eles tocaram “Dirty Women”, “Children of the Grave” e a mega clássica “Paranoid”.

A turnê brasileira do Black Sabbath segue para o Rio de Janeiro, onde a banda toca na Praça da Apoteose no domingo (13), e termina em Belo Horizonte, com um show na Esplanada do Mineirão na terça-feira (15). Quem não viu, vale a pena assistir a essa lenda viva do rock!

Setlist Black Sabbath:
– War pigs
– Into the void
– Under the sun
– Snowblind
– Age of reason
– Black sabbath
– Behind the wall of sleep
– N.I.B.
– End of the beginning
– Fairies wear boots
– Rat salad
– Iron man
– God is dead?
– Dirty women
– Children of the grave
– Paranoid

Setlist Megadeth:
Prince of Darkness
Hangar 18
Wake Up Dead
In My Darkest Hour
She-Wolf
Sweating Bullets
Kingmaker
Tornado of Souls
Symphony of Destruction
Peace Sells
Encore:
Holy Wars… The Punishment Due
Silent Scorn
My Way (Sid Vicious song)

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário