Sam Smith encanta público com vocal impecável e som melódico

Por: Danielle Barbosa

O carismático cantor britânico abusou dos falsetes e fez o show mais emotivo desta edição do festival

Foto: Isabela Catão/Universodorock
Foto: Isabela Catão/Universodorock

A noite de sábado foi o primeiro dia do pop no Rock in Rio 2015. Subiram no Palco Mundo o brasileiro Lulu Santos, seguido pela banda australiana Sheppard, pouco conhecida do público. As duas grandes atrações da noite, Sam Smith e a diva do pop Rihanna, eram aguardados pelos fãs com ansiedade.

O cantor britânico, de 23 anos, abriu o show com uma de suas faixas mais conhecidas e trilha de telenovela, “I’m Not the Only One”, recebendo o auxilio de milhares de vozes – que cantaram o refrão em uníssono. O rapaz, visivelmente emocionado, sorriu para a plateia várias vezes, como se não acreditasse na multidão que estava ali para prestigiar sua apresentação, ainda mais por se tratar de um país que nunca havia visitado antes. “Estou tão impressionado por estar aqui. Obrigado por me receberem. É incrível vir tão longe da minha cidade-natal e tocar na frente de tantas pessoas”, disse o artista.

Foto: Isabela Catão/Universodorock
Foto: Isabela Catão/Universodorock

O público, em sua maioria adolescentes e muitos casais, se emocionou com o músico, que performou durante uma hora faixas de seu único álbum de estúdio, o “In The Lonely Hour” (2014), que como o próprio descreveu durante o show, é bastante depressivo e fala de amor em quase todas as canções. Sam Smith, apesar de bastante comunicativo com a plateia, demonstrou certa timidez ao arriscar alguns passinhos e se movimentar pelo palco. Todavia, o que chama atenção no cantor e compositor é a qualidade e extensão dos vocais – seu timbre de tenor não desafinou em nenhum momento! E os falsetes?! Encantadores! Não é mero acaso os quatro Grammys que ganhou neste ano!

Se a maioria das faixas não eram hits aqui no Brasil, agradaram mesmo assim, pois a melodia envolvente das músicas fez com que o público ficasse preso e hipnotizado à apresentação do jovem e talentoso astro. Ainda assim, os ápices da apresentação se deram logo de cara, na abertura, e no encerramento – com as faixas “I’m Not the Only One” e “Stay With Me”. As fofas “Like I Can” e “Lay Me down” também compuseram o setlist. Além destas, o artista fez covers das famosas “Tears Dry on their Own”, dedicada à Amy Winehouse e “Ain’t no Mountain High”, de Marvin Gaye.

Foto: Isabela Catão/Universodorock
Foto: Isabela Catão/Universodorock

Em certo momento do show, para criar um momento mais intimista com o público, Sam começou a contar sobre a história por trás da canção “Not in That Way”, que fala de um paixão que acabou partindo seu coração. A letra, bastante comovente, fez muitos casais se abraçarem e outros chorarem. O cantor, ovacionado no fim da canção, mostrou como momentos difíceis podem inspirar e se tornar uma faixa de grande sucesso. A única música do álbum que não tratava de amor, “Money On My Mind”, empolgou as pessoas, que se soltaram e começaram a dançarJá no bis, Sam pediu que a plateia aplaudisse sua banda e backing vocals, pois eles haviam feito um belo trabalho também.

Para encerrar a noite antes do – furacão – Rihanna, Sam – acompanhado de suas colegas de palco – fez quase um à capella de “Make it To Me” muito bem executado e finalizou com “Stay With Me”, pedindo que a galera cantasse com ele o mais alto que pudesse. E foi lindo! Que baita coro!
“Vocês se divertiram hoje?”, questionou, mas a resposta estava nos rostos felizes das meninas grudadas na grade. “Eu amo muito vocês, Rio, muito obrigado! Tenham uma ótima noite e eu vejo vocês na próxima vez com meu segundo álbum”, se despediu – com a sensação de dever cumprido. Aliás, qual artista não sairia feliz do palco após tal calorosa recepção, não é mesmo?!

SETLIST:
I’m Not the Only One
Together
Leave Your Lover
I’ve Told You Now
Nirvana
Like I Can
Restart
Tears Dry on Their Own / Ain’t No Mountain High Enough / Le Freak
Not in That Way / Can’t Help Falling in Love
Lay Me Down
La La La
Money on My Mind / Finally
Encore:
Latch
Make It to Me
Stay with Me

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário