Luca Turilli´s Rhapsody e Primal Fear enlouquecem os fãs cariocas no Circo Voador

Por Gustavo Franchini
Banda Luca Turilli's Rhapsody - Foto: Ana Clara Carvalho/Universodorock
Banda Luca Turilli’s Rhapsody – Foto: Ana Clara Carvalho/Universodorock

Uma reunião de duas bandas que, apesar de ambas do estilo power metal, possuem em sua raiz diferenças bem marcantes. Enquanto os italianos do Luca Turilli´s Rhapsody (projeto encabeçado pelo guitarrista Luca Turilli, após sua separação amigável com o tecladista Alex Staropoli de sua antiga banda, Rhapsody of Fire, na qual alcançou todo a fama e sucesso comercial) trazem o “cinematic metal”, ou seja, um metal sinfônico que se conecta com a impacto da trilha sonora cinematográfica, os alemães do Primal Fear, liderado pelo baixista Mat Sinner e o vocalista Ralf Scheepers, passeiam pelo heavy metal tradicional e até mesmo o thrash.

Responsáveis pela abertura principal da noite, o Luca Turilli´s Rhapsody nos apresenta um show bem constante, com um setlist baseado na antiga banda do guitarrista, com poucas músicas do seu projeto (apenas três do Prometheus, Symphonia Ignis Divinus, lançado ano passado), o que de certa maneira foi agraciado pelos fãs, pois possuem apenas dois álbuns de estúdio até agora. Além disso, é importante que haja um tempo para que todos se acostumem com essa mudança brusca relacionada à divisão do nome Rhapsody em duas vertentes, já que o Rhapsody of Fire tocou no Brasil algumas vezes com a antiga formação (e Luca Turilli na guitarra), o que poderia ser um pouco estranho logo na primeira apresentação.

Com uma cozinha de primeira, os músicos do LT´s Rhapsody se mostram bastante coesos do início ao fim do show, com destaque absoluto para o vocalista Alessandro Conti, que canta as difíceis linhas vocais gravadas por Fabio Lione (Rhapsody of Fire), sem fugir das notas altas e constantes, somado ao fato de que algumas músicas do projeto são ainda mais complicadas, como a belíssima “Prometheus”. Completando o time, Patrice Guers no baixo, Dominique Leurquin na segunda guitarra e Alex Landerburg na bateria, todos excelentes em seus instrumentos, se sentindo à vontade no palco, interagindo com os presentes. Luca Turilli parece realmente confortável com seus companheiros de banda; dá gosto vê-lo tão animado e feliz!

Para encerrar a noite, o Primal Fear simplesmente bota o Circo Voador abaixo, com peso e melodia na medida certa. Passeando por toda a carreira da banda, e promovendo o lançamento de seu álbum mais recente, Rulebreaker (2016), o quinteto agrada e muito a plateia, que agita de maneira enlouquecida durante todo o espetáculo, com várias “rodinhas”. Em determinados momentos, o Primal Fear e fãs pareciam se unir em um só, uma verdadeira celebração do heavy metal, com muita qualidade e bom gosto, em letras bem icônicas, como em “In Metal We Trust” e “Metal is Forever”.

Banda Primal Fear - Foto: Ana Clara Carvalho/Universodorock
Banda Primal Fear – Foto: Ana Clara Carvalho/Universodorock

Vale ressaltar o quão impressionante é a performance do vocalista Ralf Scheepers. Com inacreditáveis 51 anos de idade, o alemão demonstra domínio total da técnica vocal e uma semelhança de timbre com um de seus maiores ídolos, Rob Halford (Judas Priest), o que de fato não é pra qualquer um, não mesmo. “Brincando” em notas altas e baixas, já que seu alcance normal é de barítono, claramente consegue impostar com maestria graves bem colocados e agudos que deixam qualquer um boquiaberto. A sua marca registrada é o agudo em níveis muito acima do esperado, floreados pelo uso do drive de modo praticamente perfeito. Digno de aplausos!

Já o carisma do líder e principal compositor da banda, o baixista Mat Sinner, nos remete ao saudoso período do hard rock dos anos 80, com sua vestimenta e longos cabelos loiros, imagem que sustenta há décadas, sendo bastante reconhecido pela sua importância no cenário do heavy metal, participando ainda hoje de diversos projetos e contribuindo ativamente para o enriquecimento do estilo. Os guitarristas Tom Naumann e Alexander Beyrodt, aliados a Francesco Jovino na batera, são os integrantes atuais da banda, bem entrosados e, principalmente, empolgados em estarem tocando na cidade maravilhosa perante uma legião de fãs.

Agora nos resta aguardar que as duas bandas cumpram a promessa de voltar o mais breve possível. Se depender do público carioca, o retorno é certo!

SETLIST LUCA TURILLI´S RHAPSODY
1 – Nova Genesis (Ad splendorem angeli triumphantis)/ Knightrider of Doom
2 – Resenkreuz (The Rose and the Cross)
3 – Land of Immortals
4 – Unholy Warcry
5 – Son of Pain
6 – Prometheus
7 – Solo de Bateria (baseado no tema de Game of Thrones)
8 – Il Cigno Nero
9 – Solo de guitarra
10 – The Pride of the Tyrant
11 – Demonheart
12 – Solo de Baixo
13 – Dawn of Victory
BIS
14 – Quantum X/ Emerald Sword

SETLIST PRIMAL FEAR
1 – Countdown to Insanity/ Final Embrace
2 – In Metal We Trust
3 – Angel in Black
4 – Rulebreaker
5 – Sign of Fear
6 – The Sky is Burning
7 – Nuclear Fire
8 – Angels of Mercy
9 – The End is Near
10 – When Death Comes Knocking
11 – Chainbreaker
12 – Metal is Forever
BIS
13 – Rollercoaster
14 – Running in the Dust/ Born Again


VEJA GALERIA DE FOTOS:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.