Lollapalooza Brasil: The Killers encerra o festival Lollapalooza com chave de ouro

Por Flavia Carvalho
Foto: Reprodução/Youtube

Quando a banda norte-americana The Killers foi anunciada como a headliner do último dia de festival do Lollapalooza, muita gente torceu o nariz, mas depois do show que os caras fizeram no último domingo, dia 25, não resta dúvidas: essa foi a decisão mais acertada do festival.

Brandon Flowers e sua banda subiram ao palco Budweiser e foram recebidos, por uma multidão de fãs, com gritos e aplausos. O The Killers já havia tocado na edição de 2013 do festival e, antes disso, estiveram no país em 2007 e 2009, mas algo estava diferente dessa vez, parecia que a saudade do público havia culminado uma energia ainda mais grandiosa para o show que estava por vir.

Logo de cara, a banda tocou “The Man”, música de seu álbum mais recente Wonderful Wonderful, que foi lançado no final do ano passado e recebeu críticas positivas. Por ter um ritmo dançante, a música também foi bem recebida pelos fãs no início do show, mas não demorou muito para o público se sentir, verdadeiramente, no show do Killers, afinal, logo em seguida veio a arrebatadora “Somebody Told Me”, que fez o público pular e cantar como se não houvesse amanhã.

Flowers não conseguia conter o sorriso e a satisfação de estar, novamente, em frente aos fãs brasileiros e cumprimentou o público mandando um “E aí, Paulistas” em português, e disse que faz 5 anos que a banda não vem para o Brasil, mas que promete não ficar mais tanto tempo assim sem voltar. Mas o show do Killers não é muito cheio de papo, não, o esquema era tocar a maior quantidade de hits, um atrás do outro, criando uma atmosfera dançante e energética digna de encerramento de festival – e o público aprovou a decisão.

Foi pouco mais de 1:30 de sucessos e algumas surpresas, como quando o vocalista Brandon Flowers chamou uma fã para tocar bateria junto à banda na música “For Reasons Unknown”. Essa fã era ninguém menos que a apresentadora do Multishow e ex baterista da banda Scracho, Dedé Teicher, que mostrou que tem talento de sobra para seguir o ritmo dos caras, além de deixar o público boquiaberto – e a banda também. Dá-lhe Dedé!

Outro momento inusitado foi quando, em meio ao corinho “I got soul but I’m not a soldier” da música “All These Things That I’ve Done”, Flowers se assustou ao ver que Liam Gallagher, ex Oasis que havia feito show poucas horas antes, no mesmo palco, foi reverenciar a banda norte-americana de pertinho. E rolou até um abracinho enquanto o vocalista anunciava para o público “Liam Gallagher”, com uma voz de quem estava, claramente, feliz com a visita.

Os destaques do setlist ficam por conta das músicas “The Way it Was” que é o momento romantiquinho do show, onde Flowers faz o público cantar o refrão diversas vezes. “Smile Like You Mean It”, “Runaways” e “Read My Mind” que foram cantadas em coro pelo público. A banda deixou o palco por alguns bons minutos para o bis – e a espera valeu a pena – pois quando voltou, emplacou “When You Where Young” e “Mr. Brightside” que enlouqueceu o público e fechou a última noite do festival Lollapalooza com chave de ouro. Volta logo, Killers!

Setlist do The Killers no Lollapalooza:
1. The Man
2. Somebody Told Me
3. Spaceman
4. The Way it Was
5. Shot at the Night
6. Run for Cover
7. Jenny Was a Friend of Mine
8. Smile Like You Mean It
9. For Reasons Unknown (com Dedé Teicher na bateria)
10. Human
11. This River is Wild
12. A Dustland Fairytale
13. Runaways
14. Read My Mind
15. All These Things That I’ve Done
BIS:
16. When You Were Young
17. Mr. Brightside

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário