Festival Festa reúne bandas do cenário alternativo nacional para celebrar fim de ano

Por Flavia Carvalho

O festival reuniu uma mistura de bandas novas e bandas já consagradas no cenário alternativo nacional como Putz, Violet Soda, Molho Negro, Chuva Negra, Zander e Sugar Kane

Banda Violet Soda – Foto: Eduardo da Costa

Neste fim de semana (07), a casa de shows Fabrique, em São Paulo, recebeu o Festival Festa, também conhecido como ‘festa da firma’, realizado em conjunto pelas produtoras Powerline, Flecha Discos e Forever Vacation.

A primeira banda a se apresentar no festival foi a novata Putz, composta pela vocalista e guitarrista Giovanna Zambianchi, o guitarrista e backing vocal Cyro Sampaio (Menores Atos), o baterista Antônio Fermentão (Corona Kings) e a baixista Sarah C (Siete Armas). A banda lançou, em outubro desse ano, o primeiro single “Vou Cair” e, na última sexta-feira, o segundo single intitulado “Eu Sei”. Apesar de ser uma banda nova, não poupou esforços para animar o público que chegou cedo ao festival e foi muito bem recebida, inclusive pelos colegas de outras bandas que também assistiram ao show e ajudaram na motivação. Foi ótimo pontapé inicial!

A segunda banda a subir no palco foi a Violet Soda, composta pela vocalista e guitarrista Karen Dió, o guitarrista Murilo Benites, o baixista Tuti AC e o baterista André Dea, que não pôde comparecer e foi substituído para esta apresentação. Apesar de também ser uma banda nova – com pouco mais de um ano e meio -, seu primeiro álbum de estreia, homônimo, já está entre nós. O álbum foi lançado na última sexta-feira e está disponível em todas as plataformas digitais e é seguro dizer que vale a pena ouvir não só o álbum, mas presenciar o show ao vivo – muita qualidade!

Já com um pouco mais de ‘idade’ a banda Molho Negro foi a terceira a se apresentar no festival. O trio composto pelo vocalista e guitarrista João Lemos, o baixista Raony Pineiro e o baterista Augusto Oliveira já vem fazendo barulho há um tempo e chegou até a se apresentar no festival Lollapalooza desse ano, o que resultou em críticas bem positivas. O show, neste sábado, não foi diferente. Os caras colocaram a Fabrique inteira para fazer ‘mosh’. Eu diria até que foi o show que mais fez a galera se mexer, principalmente com as músicas “Souza Cruz” e “Gente Chata”. É bom a gente ficar de olho porque esses paraenses ainda têm muito a dizer.

A banda carioca Zander – Foto: Eduardo da Costa

Em seguida, foi a hora da galera curtir o som dos caras do Chuva Negra. A banda é formada pelo vocalista Rodrigo Chinho, os guitarristas Mateus Brandão e Thiago Nunes, o baterista Marcelo Sabino e pelo baixista Gabriel Melo. Os caras já estão consolidados na cena hardcore e punk rock nacional e possuem uma boa base de fãs. Isso foi perceptível durante o show. A banda não lança álbum novo há um tempinho, mas lançou um single no início do ano, chamado “C’est La Vie”.

A banda carioca Zander, que já tem 10 anos de estrada, foi a penúltima a subir ao palco, já encontrando um público totalmente aquecido e pronto para um showzão. Na formação, Gabriel Zander (voz/guitarra), Gabriel Arbex (guitarra), Marcelo Malni (baixo) e Caique Fermentão (bateria).

Os caras aproveitaram o festival para lançar o físico Vivo, álbum comemorativo da trajetória de 10 anos da banda – não é pouca coisa. Com músicas já consagradas, como “Dialeto”, “Auto Falantes” e “Depois da Enchente” – esta última com participação de João Lemos (Molho Negro), não tem nem o que dizer, Zander não decepciona nunca!

No hall das veteranas, Sugar Kane veio para fechar a noite. Os caras estão há anos na estrada e ainda conseguem reunir muita gente para assistir aos shows. Na atual formação, temos Capilé na voz e guitarra, Igor Tsurumaki no baixo, Ric Mastria e Vini Zampieri nas guitarras e o baterista André Dea, substituído neste show por Leandro Ramos. Os caras lançaram recentemente o single “Nuvem Negra”. O show rolou com clima de festa de fim de ano mesmo. Do meio para o final, a galera das outras bandas que tocaram na noite subiu ao palco para cantar junto e encerrar a ‘festa da firma’ da melhor maneira possível.

Confira a galeria de fotos do festival:

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.