Children Of Bodom leva público a loucura no carioca club

Por: Andréia Takaishi
Foto: Andréia Takaishi/Universodorock
Foto: Andréia Takaishi/Universodorock

No último sábado, 28 de maio, aconteceu no Carioca Club o show da banda Children of Bodom, a abertura ficou a cargo dos cariocas do Reckoning Hour que executaram um show curto e poderoso, preparando a platéia, que ainda chegava, para a atração principal da noite.

Os finlandeses do Children of Bodom já são velhos conhecidos dos fãs brasileiros e, em sua quinta visita ao país, apresentando o nono álbum, “I Worship Chaos”, a banda chega com um show para agradar principalmente os fãs dos primeiros álbuns do grupo, apresentando apenas 3 músicas do novo álbum que saiu no final de 2015 e ignorando músicas de 3 álbuns de estúdio com canções originais (o grupo também lançou um álbum de covers em 2009).

A banda do vocalista e guitarrista Alexi Laiho vem com uma novidade para esse show, que é a inclusão de um novo membro, Daniel Freyberg, que substitui Roope Latvla nas guitarras. O grupo ainda conta com Jaska Raatikainen na bateria, o simpático Henkka Blacksmith no baixo (o baixista trocou algumas palavras com o publico em português) e Janne Warman nos teclados. O contraponto entre as guitarras de Laiho e os teclados de Warman é o grande diferencial da banda e que a torna extremamente agressiva e melódica.

Foto: Andréia Takaishi/Universodorock
Foto: Andréia Takaishi/Universodorock

O grupo começa o show com cadenciada “Are You Dead Yet?”, do álbum de mesmo nome e emenda com a pancada “In Your Face” fazendo os fãs irem à loucura. Em seguida vem a primeira do novo álbum, o “Morrigan”, além desta o grupo tocou as musicas “I Hurt” e “I Worship Chaos” do recente trabalho. O público interagiu o tempo todo com a banda, cantando as músicas e batendo cabeça, em certos momentos ameaçavam uma roda que logo se desmanchava devido a performance do Alexi que andava de um lado para o outro no palco e não parava um minuto, hipnotizando os fãs.  Em seguida, o pouco comunicativo vocalista anunciou que a próxima música seria tocada pela primeira vez em São Paulo, “Trashed, Lost and Strungout” faixa que vem sendo tocada na turnê pela América Latina, mas foi muito pouco tocada desde 2004, quando foi lançada.

Mas o que o público queria eram os clássicos e a banda não decepcionou, foram 10 músicas da trinca “Hatebreeder”, “Follow the Reaper” e “Hate Crew Deathroll”, considerados pela maioria dos fãs os melhores álbuns da banda. A sequência “Everytime I Die”, “Children of Bodom”, “Hate Me!” e “Lake Bodom” foi para deixar o fã mais cético com um sorriso de orelha a orelha, e eles ainda emendaram “Angels Don’t Kill”, “Silent Night, Bodom Night” e “Hate Crew Deathroll” antes da pausa para o Bis. O jogo já estava ganho, mas após pequena pausa, a banda volta para mais 3 pauladas, “Children of Decadence”, “Kissing the Shadows” e fechando com mais uma clássica, “Downfall”.

Mesmo com a recente adição do novo membro as musicas são executadas de forma satisfatória e a energia compensou qualquer falha, a banda impressiona e ao vivo eles soam ainda mais pesados que nos álbuns. Mesmo sendo um show curto para uma banda com 9 álbuns na bagagem, os finlandeses não decepcionaram os fãs presentes. Já estamos esperando o próximo!

Setlist:
1. Are You Dead Yet?
2. In Your Face
3. Morrigan
4. Sixpounder
5. I Hurt
6. Trashed, Lost & Strungout
7. Everytime I Die
8. Children of Bodom
9. Hate Me!
10. Lake Bodom
11. I Worship Chaos
12. Angels Don’t Kill
13. Silent Night, Bodom Night
14. Hate Crew Deathroll

Encore:
15. Children of Decadence
16. Kissing the Shadows
17. Downfall

VEJA GALERIA DE FOTOS DO SHOW:

 

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.